Google e Lega Serie A: um futebol para a pirataria

Quem sou
Steven L. Ken
@stevenlken
FONTES CONSULTADAS:

android.com play.google.com

Autor e referências

La Liga Serie A e Google assinaram um acordo que permitir√° que os primeiros protejam os direitos autorais de seu conte√ļdo e os segundos possam colaborar da melhor forma poss√≠vel na prote√ß√£o de sua plataforma. A consequ√™ncia desse aperto de m√£o √© tang√≠vel e imediata: seguindo a reportagem da Lega Serie A, o Google retirou imediatamente da Play Store os apps que reproduziam ilegalmente conte√ļdos relacionados ao campeonato da Serie A nos momentos mais quentes do torneio. Est√° terminando.



Mas não para por aí:

[‚Ķ] Os avisos da Lega Serie A para os provedores de hospedagem continuam. Depois de obter a desactiva√ß√£o do alojamento nas nuvens Worldstream e OVH, o principal intermedi√°rio da Internet explorado pela pirataria online √© agora o Cloudflare, contra o qual foram iniciadas as necess√°rias ac√ß√Ķes judiciais.

Luta contra a pirataria

Poucas horas ap√≥s o colapso de uma vasta rede de IPTV ilegal via pezzotto, neste caso envolvendo 1,5 milh√£o de italianos, at√© os aplicativos de streaming ilegal foram interrompidos para evitar maior dispers√£o. Deve ser lembrado como a pirataria √© um dos principais problemas do futebol moderno, que prospera com os direitos televisivos e com este √ļltimo prejudicado pela presen√ßa de um grande n√ļmero de canais ilegais que corroem a monetiza√ß√£o potencial. Tudo isso se torna menos toler√°vel justamente no ano da grande crise do futebol e das editoras, com a pirataria se tornando um obst√°culo insustent√°vel √† monetiza√ß√£o do p√ļblico torcedor.



Romelu Lukaku e Giorgio Chiellini (da Inter.it)

assim Luigi De Servant, CEO da Lega Serie A: ‚ÄúAlcan√ßamos √≥timos resultados no combate √† pirataria, mas n√£o podemos baixar a guarda porque o crime organizado est√° sempre encontrando novas formas de prejudicar o nosso setor, em detrimento n√£o s√≥ dos titulares dos direitos, mas tamb√©m de licenciados e f√£s. Agrade√ßo √† pol√≠cia o apoio nesta batalha e ao DcP, que h√° anos nos auxilia na luta contra a dissemina√ß√£o de servi√ßos ilegais: em breve atingiremos um n√≠vel de prote√ß√£o √ļnico no mundo ‚ÄĚ. O coment√°rio de Fabio Vaccarono, Vice-presidente do Google, Diretor-geral do Google na It√°lia: "A luta contra a pirataria representa um compromisso constante do Google, tamb√©m por meio do desenvolvimento e melhoria cont√≠nua de tecnologias ad hoc e programas dedicados, √† disposi√ß√£o dos propriet√°rios dos conte√ļdos para a prote√ß√£o seus direitos em nossas plataformas. O encontro e o di√°logo com os titulares dos direitos s√£o essenciais para um resultado de qualidade: o sucesso da colabora√ß√£o com a Lega Serie A √© disso prova ‚ÄĚ.

A atividade DcP, em particular, levou à inibição de 28 IPTVs em 2018-19, 101 no ano seguinte e já 124 apenas na temporada 2020-2021 (ainda não concluída): um trabalho de perseguição que agora terá mais armas poderosas ao seu arsenal, graças à colaboração do Google Itália.

O acordo entre as partes fornece n√£o apenas o colapso dos aplicativos denunciados, mas tamb√©m ferramentas proativas (evidentemente na esteira do Content ID ativo na frente musical) √ļteis para um maior prote√ß√£o dos conte√ļdos da Lega Serie A nas plataformas Google. Em perspectiva, portanto, a Liga poder√° rentabilizar mais e melhor os seus conte√ļdos nos canais do Google, abrindo-se para uma temporada de colabora√ß√Ķes que, em cascata, dever√° devolver maior vantagem colectiva ao movimento S√©rie A.



Fonte: Lega Serie A Google e Lega Serie A: um futebol para a pirataria
√Āudio v√≠deo Google e Lega Serie A: um futebol para a pirataria
Adicione um coment√°rio do Google e Lega Serie A: um futebol para a pirataria
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.